Prefeito de Não-Me-Toque é denunciado por assédio sexual

Prefeito foi denunciado por assédio sexual, abuso de autoridade, importunação ofensiva e contravenção penal de perturbação do sossego.

A Procuradoria de Prefeitos apresentou à Quarta Câmara Criminal do Tribunal de Justiça uma denúncia contra o prefeito de Não-Me-Toque, cidade do Norte do Rio Grande do Sul. Armando Roos é acusado de assédio sexual, importunação ofensiva, abuso de autoridade, além da contravenção penal de perturbação do sossego.

A Promotoria de Justiça ajuizou ação civil pública contra Roos pelos mesmos motivos e também entrou com pedido liminar de afastamento do prefeito. Ele é acusado de ter assediado duas servidoras públicas e de ter ameaçado uma delas, caso a vítima não cedesse. Outra vítima entrou em contato com a polícia para fazer mais uma denúncia e mostrou, inclusive, um vídeo gravado por ela em que o prefeito oferece dinheiro para a servidora ir ao apartamento dele. O caso teria acontecido no ano passado.

Na época, por meio de nota, Armando Roos afirmou que a suposta vítima se utilizou da confiança proferida por ele para gravar o vídeo. Procurada pela reportagem, a defesa do político não se manifestou.

Compartilhar

Deixe seu comentário